Presidência da Câmara de União emite nota sobe prisão de vereador

A CÂMARA MUNICIPAL DE UNIÃO faz saber e torna público a toda população unionense, que hoje, dia 12 de maio de 2020, por volta das 6hs da manhã a Polícia Federal e Auditores da Controladoria-Geral da União (CGU), no cumprimento de diligências da operação  “Delivery”, realizou na sede da Câmara Municipal, busca e apreensão  de documentos no gabinete do Vereador Frankilandy Medeiros Moita, supostamente envolvido no caso do dinheiro encontrado na Amarok, bem como a apreensão de documentos (balancetes) referente a prestação de contas da Prefeitura Municipal de União / PI.

Durante a operação foi realizado em diversos órgãos e na sede da Prefeitura  apreensão de documentos, tendo sido cumpridos mandados de prisão, busca e condução  coercitiva, sob acusação de desvio de recursos da educação.

Quanto à prisão do Vereador a Câmara Municipal de União, enquanto Poder Constituído, é  de acordo as investigações das autoridades policiais, primando pela punição dos culpados, sendo favorável que o desenrolar do caso seja realizado com a maior brevidade possível, esclarecendo todos os fatos, trazendo a tona toda a verdade que sociedade deve saber.

A Câmara ressalta que diversos pedidos de providencias foram expedidos as autoridades por parte de membros desta Casa, imediatamente ao ocorrido.

A Câmara encontra-se vigilante no desenrola deste caso, e que tomará toda e qualquer providência, que o caso requer no âmbito de sua competência.

José Alexandrino Feitosa – Presidente da CMU

(86) 99437 3832

Você pode gostar...